Tolerância aos intolerantes e democracia: Tensões normativas e teóricas

Esta disciplina tem como questão de fundo o problema da relação entre pluralismos morais com intolerância (nos quais há fortes desacordos morais, discursos de ódio, fundamentalismos, afirmações de inferioridade de grupos de cidadãos e déficits de razoabilidade política) e a democracia em suas dimensões eleitoral-representativa, participativa e deliberativa. Este problema, que é teórico-normativo e faz parte das democracias reais contemporâneas, possui longa tradição na teoria e ciência política, mas está nas fronteiras e nos limites da capacidade de se formular princípios gerais sobre o dever ser da tolerância e da democracia. A fim de investigar essas fronteiras e limites, discutiremos as diferentes teorias da tolerância, da intolerância, da razoabilidade e da razão pública, em cotejamento com as formas pelas quais as diversas teorias da democracia pensaram o problema da tolerância política aos intolerantes e da tolerância política aos credos anti-democráticos.