“Bolsonaro expõe autoritarismo de neoliberais e nova ‘jornada de otários’ de liberais” artigo de Christian Lynch

O professor de Ciência Política do IESP-UERJ Christian Lynch publicou em 20 de março, na Folha de S. Paulo, artigo de opinião analisando as distinções entre duas vertentes do liberalismo na história política brasileira, a partir da relação atual de cada uma com o autoritarismo conservador do governo Bolsonaro.

 

Os neoliberais se apresentam como “liberais”, ou como sendo os “autênticos liberais”, alinhando-se, todavia, a pautas reconhecidamente conservadoras em sua dimensão política. Tentam, assim, conciliar em abstrato a distinção histórica entre conservadorismo e liberalismo, sem deixar de aderir a uma coalizão de vocação autoritária, que conta com conservadores reacionários (olavistas) e estatistas (militares).
Eles enfrentam sempre a oposição de outros “liberais”, que se pretendem progressistas e negam a compatibilidade entre liberalismo e conservadorismo ou autoritarismo político.

 

Leia o artigo na íntegra na página da Folha.

Comments are closed.